África do Sul mistura o ambiente de cidades europeias com o ambiente de savana natural.

vamos ao assunto

Ver e Fazer
Orçamento Sugerido
Custo de Vida
Dicas para poupar
Onde ficar
Como se deslocar
Quando ir
ficar em segurança
reservar viagem
Livros e Filmes Sugeridos
Guias de Viagem
Artigo

 

Localização

 

Destaques

  • Destino ideal para quem deseja acampar, comer muito churrasco (braai) e fazer safaris sem parar.

  • Possui uma diversidade paisagística marcada por regiões montanhosas, savana africana…

  • Tem uma boa rede de estradas e autoestradas.

Cópia de A notebook and a pencil

Notas

Clima: Tropical, Inverno muito frio
Continente: África
Fronteiras: Eswatini, Namíbia, Botsuana Moçambique, Lesoto, Zimbábue
Línguas: Inglês, Zulu, Xhosa, Africâner, Ndebele, Sepedi, Southern Sotho, Tswana, Swati, Venda, Tsonga 
Moeda: Rand
Gorjetas: Entre 10% a 15%
População: 56,72 milhões
Fuso horário: GMT +2
Internet: cabo, 3G, funciona bem


Como Chegar à Suazilândia

Chegando de avião, vais aterrar no Aeroporto Internacional Rei Mswati III. Para circular dentro do país, a maneira mais conveniente é com minibus ou táxi para viagens curtas. Os autocarros são raros.

A capital Mbabane possui um aeroporto mas os voos para lá são caros. Por esse motivo, a melhor solução será apanhar um voo para África do Sul ou para Moçambique e partir desses locais para o destino. Podes voar de Joanesburgo em 45 minutos ou para Maputo e seguir de carro. Consideramos que a melhor forma de conhecer o país é de carro. Tem estradas em excelentes condições que ligam os principais pontos do país. Além disso, a Suazilândia é pequeníssima e em menos de duas horas é possível atravessar o país de um lado ao outro de carro. Como estávamos a viver em Maputo e é muito perto, optamos por essa solução mas conversamos com viajantes que ficaram em nossa casa que tomaram outras opções. Claro que a forma mais barata é através de transporte público.

AVIÃO

O único aeroporto internacional da Suazilândia é o Aeroporto Internacional Rei Mswati III, também chamado Sikhuphe (que substitui o Aeroporto de Matsapha, que ficava a cerca de 1 km ao norte de Manzini, a poucos quilômetros a oeste da rodovia que liga Manzini a Mbabane).

  • A Airlink Suazilândia fornece voos desde Joanesburgo (África do Sul)

Autocarro (Ônibus)

A maioria dos serviços autocarro tem como destino Mbabane ou Manzini. Há rotas mais pequenas, ou pequenos autocarros que fornecem serviço para Joanesburgo, Durban ou Cape Town na África do Sul, bem como Maputo em Moçambique. Todos os mini-autocarros para a África do Sul vão diretamente para as estações de Joanesburgo, o que pode ser perigoso à noite.

Empresas de Autocarro:

  • Suissemata Transatlástico.

  • TransMagnific

  • South African Baz Bus.

Carro

A principal rota entre Mbabane e Manzini é muito utilizada, mas em algumas estradas menos frequentadas podes contar com alguns buracos na estrada, passar por assentamentos em ruínas e vais deparar-te com muito gado na estrada.

 

QUANDO VISITAR

A Suazilândia e sua rica cultura são um deleite o ano todo, mas se pretendes ver vida selvagem, a melhor época para visitar a Suazilândia é entre maio a setembro, quando as condições do inverno seco levam os animais às poças de água existentes. Se decidires ir no verão Swazi, de outubro a abril, vais encontrar uma paisagem verde marcada pelas chuvas e pelo sol quente.

 

Eventos

Bushfire:
Maior festival de música e artes do país ‑ maio.

Incwala:
Evento mais importante – em que o rei escolhe mais uma esposa e onde se celebra o novo ano – acontece no solstício de junho.

 

ANTES DE PARTIR

Há tanta coisa para fazer antes de partir.

Vistos
Cidadãos ou portadores de passaportes válidos de Portugal e/ou do Brasil não precisam de visto para visitar a Suazilândia num período inferior a 30 dias.

Vacinas
Não há vacina obrigatória para ir à Suazilândia, mas é melhor ter as vacinas atualizadas e adicionar vacinas de longo prazo à febre tifóide, hepatite A e B e raiva. Também é aconselhável seguir um tratamento contra a malária, proteger-se dos mosquitos, cozinhar bem e beber água engarrafada.

Colocar num post

  • Se estiveres na África do Sul e/ou Moçambique com um visto de entrada única, deves saber que, uma vez que tenhas saído desses países, não poderás voltar automaticamente sem solicitar novamente um novo visto. Tal re-aplicação pode estar sujeita a restrições, por isso é melhor verificar esse aspecto com cuidado.

  • How long does it take to obtain a Swaziland visa?

  • What is the difference between a passport and a Swaziland visa?

  • Do I need a Swaziland visa?

  • What is a Swaziland Visa?

  • EXPLICAR O PROCESSO DE IR/SAIR DO CARRO/ PAPEL / CARIMBO

    Passaporte (com validade de pelo menos 3 meses), Carta de Condução (Carteira de motorista) e Livrete do Carro. (Se o carro for alugado, precisa de uma carta da empresa de aluguer). Terás de pagar uma pequena taxa de 50 rands ou 50 lilangeni para fazer a documentação de importação/exportação do carro. Deves ir preparado e levar o dinheiro em espécie (Rand) para não teres problemas. Não faças cambio na fronteira, vais ser enganado.

  • O que tenho de fazer para atravessar a fronteira terrestre? (AVISO: Nunca faças cambio de dinheiro nas fronteiras ou bombas de gasolina. É o primeiro passo para seres enganado.)

Links Úteis

 

Onde ficar

Se não te sentes virado para o couchsurfing podes encontrar maravilhosos lodges. Um lugar perfeito para passar uma ou duas noites abraçados a ouvir o roar dos leões. Estes são os lugares em que já ficámos e que recomendamos. Para veres mais escolhas procura pela cidade onde podes encontrar ainda mais lugares seleccionados.

Reservas

As reservas de caça na Suazilândia, com acomodações completas e servidas, são as principais atrações: Mlilwane Wildlife Sanctuary, Mkhaya Game Reserve e Hlane Royal National Park.

O Vale Ezulwini, entre Mbabane e Manzini, oferece alojamento para visitantes sob a forma de vários hotéis e casinos, como o Royal Swazi Spa e o Lugogo Sun.

O caminho para Piggs Peak, no norte é um dos mais belos do país. A Reserva Natural Malolotja fica a oeste da estrada e aqui, depois de uma caminhada dura, você pode ver as Cataratas de Malolotja, as mais altas da Suazilândia.

Se você procura alojamento em rota de Durban para o Parque Kruger ou Moçambique, Mhlume e Simunye são perfeitos para uma parada.

passamos uma noite a ouvir o roar dos leões

 

O que ver e fazer

A viagem pela Suazilândia é já uma bela aventura. Mas se procuras mais para fazer não vais ter problemas em ocupar o tempo ou encontrar actividades para fazer na Suazilândia. Conta com actividades culturais com danças tradicionais e não te esqueças tanto dos belos safaris como das actividades radicais.

 

Mbabane
Uma cidade bastante dinâmica com muitas lojas assim como um grande centro comercial, o Swazi Plaza. O mercado é um lugar a não perder, muito movimentado e cheio de fragrâncias, cores e muito artesanato africano.

Lobamba está localizada no Vale Ezulwini e é onde estão todos os edifícios oficiais do país, como o museu nacional, ou o memorial do rei Sobhuza II.

Aldeia Cultural Mantenga Swazi
Oferece atividades relacionadas à cultura local, bem como exposições permanentes: foi completamente reconstruída a partir de dados históricos e pesquisas arqueológicas.

Reservas naturais

Mkhaya Game é o lar de rinocerontes, elefantes e antílopes. Em Milwane Wildlife Sanctuary vais encontrar gnus, javalis e muitos pássaros. No Royal Hlane National Park, haverá leões, antílopes e rinocerontes brancos. Prepara-te par tirar belas fotos em estilo safari.

Para os entusiastas do desporto, existem trilhos para caminhadas na área do Nyonyane Peak. Também podes fazer rafting não muito longe da Reserva Usutu.

 

Destaque

mtn-bushfire_viajaradois.jpg

É um festival de música que recebe no House on Fire perto de 25 mil pessoas uma vez ao ano. É um dos eventos mais famosos em África, por isso aconselhamos que seja planeado com bastante antecedência. Reserva aqui um hotel e compra aqui o ingresso. Muita gente que acaba por não conseguir garantir alojamento acaba por levar uma tenda e acampar. Prepara-te para um evento holístico, com música, artes, comida, artesanatos e experiências únicas. O evento dura 3 dias e geralmente acontece no final de maio.

Nós aconselhamos vivamente!

 

Viajar a dois

Viajar a dois na Suazilândia é fácil, além de teres sempre alguém com quem conversar tens muita oferta para actividades a dois. Algo que é sempre importante quando viajas com a tua cara metade é ter uma actividade mais romântica ou feita a dois que fortaleça a relação. Na Suazilândia podes passar uma noite a ouvir o roar dos leões ou fazer actividades radicais em conjunto. Encontra tempo para estares exclusivamente com a tua cara-metade.

HLANE ROYAL NATIONAL PARK

Vida selvagem incluindo leões, elefantes e rinocerontes

 Processed with VSCO with m5 preset

MALOLOTJA NATURE RESERVE

Uma cascata com 5m de altura e 200km de trilhas para caminhadas


quanto custa

O custo de vida na Suazilândia é 0,90% mais baixo do que em Portugal (dados agregados para todas as cidades, a renda não é tida em conta). O aluguer na Suazilândia é 57,54% menor do que em Portugal (dados médios para todas as cidades).

É um país bastante barato e apesar de ter uma moeda própria é o Rand (moeda da África do Sul) que mais circula, sendo amplamente aceite até em locais mais interiores.

Se partires de África do Sul não te precisas de preocupar em fazer câmbio antes de chegar. O mesmo não se aplica se fores a partir de Moçambique.

Em seguida encontrarás um resumo dos gastos que te esperam nesta viagem. O orçamento foi pensado para um backpacker, mas podes sempre adaptar àquilo que procuras.

  • Entrada numa reserva natural: 8 EUR
    (não inclui visita guiada)

  • Hostel a partir de 10 EUR

  • Uma refeição num restaurante, menos de 5 EUR

  • Uma hora de Taxi partilhado 3 EUR

  • Quarto duplo num hotel standard 45 a 90 EUR

  • Uma refeição num restaurante médio 5-10 EUR

  • Visita guiada a uma reserva, cerca de 22 EUR

  • Taxi de Mbabane para Ezulwini: 9 a 12 EUR

  • 1 refeição: 4 - 15 EUR

  • 1 cerveja: 2 EUR

Cópia de A notebook and a pencil

dicas

The suggested daily budget for Europe is 40-70 EUR / 42-75 USD

Moeda local: Lilangeni, mas o Rand (moeda sul-africana) é aceite em todo o país.

Gorjetas: Os salários dos restaurantes são baixos e espera-se que dês gorjetas entre 10% a 15%.

ATM: Não são fáceis de encontrar máquinas que aceitam cartões de débito ou crédito internacionais. Pela nossa experiência, as máquinas do Standard Bank são sempre as melhores hipóteses. Podes também usar o cartão Revolut.

Cartões de crédito: Cartões Visa, MasterCard e American Express são amplamente aceites em hotéis, restaurantes e lojas, e em alguns ATM.

 

Média de Gastos na Suazilândia

* Observação: Este é um orçamento sugerido, presumindo que fiques hospedado num albergue, comendo pouco em restaurantes, cozinhando a maior parte das refeições e usando transporte local.

 

ALOJAMENTO

Uma das vantagens do país ser relativamente pequeno é que podes dormir poucas noites e seguir rumo aos países vizinhos. Encontrar um hostel não é assim tão simples mas pesquisando no Airbnb é possível encontrar quartos a rondar os 25 EUR por quarto ou casa e no booking encontras preços semelhantes.

Se viajas com tenda podes também aproveitar os parques de campismo, como o Milwane Wildlife Santuary, com preço a partir de 8 EUR, normalmente tens acesso a casas-de-banho e cozinha

 

ALIMENTAÇÃO

Encontrar lugares para comer dentro do orçamento pode ser mais fácil do que pensas mas também podes ter surpresas desagradáveis. Em primeiro lugar tem atenção à higiene e se comprares comida na rua, como frango assado, nunca comas nada que não tenha sido cozinhado à tua frente e certifica-te que está bem cozinhado. Geralmente, encontras comerciantes à beira da estrada que vendem pães doces, frutas e legumes. Se quiseres economizar bastante dinheiro em refeições, negoceia o valor da comida e compra a pessoas que vendem ao pé da estrada. Vais encontrar locais a fazer a mesma coisa, e é uma das maneiras mais baratas de obter um verdadeiro sabor da comida local.

Restaurantes:

  • Vais pagar cerca de 2,50 euros (40 ZAR) para uma refeição num restaurante barato durante a tua estadia em Manzini.

  • Uma refeição para 2 num bom restaurante de médio custo vai custar-te: 19 euros (300 ZAR), e 0,41 euros (6,50 ZAR) por garrafa de água, uma garrafa de vinho fica a 13 euros (210 ZAR).

  • Também podes obter almoços a preços acessíveis em mercados ao ar livre.

 

ActiviDADES

Encontrar lugares para comer dentro do orçamento pode ser mais fácil do que pensas mas também podes ter surpresas desagradáveis.

7 ACTIVIDADES RECOMENDADAS PARA DOIS

 

dicas para poupar

O custo de viajar na Suazilândia depende bastante da tua forma de viajar. Pode ser incomportavelmente caro e luxuosamente confortável ou bastante acessível e pouco desconfortável. Se te sentes bem com poucas condições, certamente que vais economizar muito dinheiro do teu orçamento de viagem. Podemos dizer que aprendemos a ficar confortáveis sentindo-nos desconfortáveis. Se viajas por longas temporadas não será má ideia requerer um certo nível de conforto, pelo menos de vez em quando. Se não queres ou não estás acostumado com isso os teus custos irão ser bastante mais altos.

Dicas para não gastares fortunas na Suazilândia

Podemos dizer que se aprende a ficar confortável sentindo-nos desconfortáveis

 

Fica de olho no teu troco
As notas de rand sul-africanas são comuns mas muitas vezes recebes o troco na moeda local - emalangeni. Essa moeda não pode ser convertida depois de saíres do país, como é pouco utilizada as casas de câmbio não a aceitam. Pergunta educadamente se te podem dar o valor em rands.

Obter um cartão SIM local
Compra um cartão SIM local quando chegares para teres pacotes acessíveis com chamadas e dados locais e internacionais. Para obter um cartão SIM, é necessário apresentar o passaporte e comprovar que tens um endereço fixo. Mostra uma nota de confirmação do hotel onde estás para contornar o problema.

Couchsurfing
Nós recebemos viajantes na nossa casa em Maputo. Também usamos nas nossas viagens e estamos muito gratos por essa experiência. Talvez não haja mesmo melhor forma de mergulhar na cultura local do que ter o privilégio de ser recebido por anfitriões. Atenção que por vezes podes sentir-te obrigado a sair com eles o que pode fazer disparar os teus gastos.

Cozinhar a própria comida
Não precisas de comer todos os dias em restaurantes. Se tiveres acesso a uma cozinha podes poupar uns trocos para outras actividades. Na maior parte das vezes tanto apartamentos, hostels e couchsurfing incluem uma cozinha que podes usar.

Alojamento Local
Ficar hospedado por famílias locais fora do contexto do couchsurfing é não só a melhor maneira de experimentar a cultura local como serve para poupar bastante. Se te convidarem, aceita mas não sejas forreta e oferece alguma coisa como gesto de cortesia.

Acampar
Apesar de não termos feito conhecemos bastantes viajantes que o fizeram em África, uma óptima ideia que poderá ajudar a economizar bastante dinheiro em alojamentos de safaris.


 

circular dentro do país

É possível atravessar a eSwatini (antiga Suazilândia) em apenas algumas horas. Vê de seguida as várias opções para percorrer o país. A melhor solução será definitivamente de carro. Ao conduzires pelas suas estradas não será estranho deparas-te com animais selvagens como girafas ou mesmo leões.

https://theculturetrip.com/africa/swaziland/articles/how-to-navigate-transport-in-eswatini-swaziland/

https://en.wikivoyage.org/wiki/Swaziland

Here’s a breakdown of each option:

A maioria das viagens dentro da Suazilândia é feita de carro ou minibus. Os minibus (chamados de kombis ou chapas) são frequentes mas podem ser confusos. São pequenas carrinhas (furgões) que acumulam o maior número possível de viajantes que seguem seu caminho ao longo de uma direção geral.

Na Suazilândia, estas carrinhas são muitas vezes conduzidas por homens muito jovens e a maioria tem assistentes que estimam e cobram as tarifas, pedem o seu destino e fazem alterações. É muito improvável que seja sobrecarregado. Esteja preparado para lugares lotados, rádios altos e, por vezes imprudente condução.

As maiores vans Sprinter são uma opção mais segura e rápida, se disponível.

Os microônibus geralmente podem ser sinalizados ao longo das estradas principais. Cidades maiores geralmente servem como hubs ou conexões de microônibus. Os principais hubs incluem Manzini, Mbabane, Pico de Pigg, Nhlangano, Siteki e Big Bend. Encontrar o barramento correto pode ser complicado, então pergunte com discrição se você não consegue descobrir. Os kombis normalmente têm destinos escritos nos pára-choques dianteiros. Em uma estação de ônibus (ou número de ônibus), os jovens gritam os destinos e são úteis para guiá-lo até o kombi correto, no entanto, sempre verifique com os passageiros. Você será aconselhado a vigiar seus pertences, pois tais locais, como todos os terminais de ônibus em todo o mundo, têm taxas de criminalidade desproporcionalmente mais altas. Fique longe dessas fileiras de ônibus à noite.

 

Autocarros - Ônibus

Táxi
Viajar é muito difícil depois de escurecer. A única opção é de táxi. Se ficar em Mbabane ou Manzini, mantenha em mãos um par de números de telefone de motoristas de táxi. Motoristas de táxi podem sobrecarregar.

Viajar à boleia (Carona)
O governo desaconselha dar boleia (carona) a estranhos. No entanto, viajar à boleia faz parte da vida rural na Suazilândia e pode ser uma oportunidade interessante para conhecer pessoas locais. Usa o senso comum e a tua experiência para decidir se é seguro fazê-lo. Se alguma coisa te faz sentir desconfortável é sinal que não deves fazer isso.

Partilhar carro
Partilha de carro pode ser solução quando fazes um grupo de viajantes. Alugar em conjunto uma viatura pode ser óptima ideia. Expõe os teus planos antes e decidam em conjunto se os vossos planos se conjugam.

O melhor site com informação sobre viajar à boleia (carona)

Rome2rio

Vê as melhores rotas com preços

 

cuidados de viagem

Segurança

A Suazilândia é muito segura e muito mais segura do que Moçambique e África do Sul. Isso não quer dizer que não deves tomar todas as precauções necessárias como farias em qualquer viagem. Toma precauções especialmente à noite. Passeios nos centros das cidades de Mbabane e Manzini são desaconselhados. Não exibas objetos de valor e permanece vigilante. Confia sempre no seu instinto. Se te sentes desconfortável com alguma situação não a faças. Faz cópias dos teus documentos pessoais, incluindo o teu passaporte e identidade. Envia o teu itinerário para pessoas próximas para que eles saibam onde estás ou vai actualizando-os pelo whatsapp.

Saúde

A Suazilândia tem a maior taxa de prevalência de HIV / AIDS no mundo; quase 1 em cada 3 adultos estão infectados. Nunca tenhas relações sexuais desprotegidas. Se ficares apaixonado por alguém toma precauções e insiste para fazer um teste de HIV antes de levar as coisas adiante. Também existem riscos para a bilharziose bem como riscos sazonais de malária nas partes do nordeste da Suazilândia perto de Moçambique. Usa as redes mosquiteiras e repelente sempre que necessário.

aspectos culturais

Os suazis são muito leais ao rei e à realeza; deves ter cuidado sobre o que dizes abertamente. Tem em atenção as proibições de fotografar postos da polícia, prédios do governo, bancos, correios e palácios reais. A Suazilândia é também predominantemente cristã, e a modéstia no vestuário é encorajada. Os suazis aderem fortemente às suas tradições históricas, que são amplamente praticadas hoje em dia. Muitos que sofrem de uma doença consultam um curandeiro para determinar a sua causa e um inyanga para prescrever um tratamento. É um tema delicado e muito desrespeitoso ser depreciativo em relação ao assunto. Falar dos curandeiros referindo-os como bruxos ou feiticeiros é desrespeitoso.

O conselho mais importante que podemos oferecer é ter um bom seguro de viagem que vai proteger-te contra doenças, lesões, roubo e cancelamentos. No caso de algo correr mal tens ficas mais descansado.

 

Planeia a tua viagem

These are my favorite companies to use when I travel to Europe. They are included here because they consistently find deals, offer world-class customer service and great value, and overall, are better than their competitors. They are the ones I use the most and are always the starting points in my search for travel deals.

  • Momondo – This is my favorite booking site. I never book a flight without checking here first.

  • Skyscanner – Skyscanner is another great flight search engline which searches a lot of different airlines, including many of the budget carriers that larger sites miss. While I always start with Momondo, I use this site too as a way to compare prices.

  • Airbnb – Airbnb is a great accommodation alternative for connecting with homeowners who rent out their homes or apartments. (If you’re new to Airbnb, get $35 off your first stay!)

  • Hostelworld – This is the best hostel accommodation site out there, with the largest inventory, best search interface, and widest availability.

  • Couchsurfing – This website allows you to stay on people’s couches or spare rooms for free. It’s a great way to save money while meeting locals who can tell you the ins and outs of their city. The site also lists events you can attend to meet people (even if you’re not staying with someone).

  • Booking.com – The best all around booking site that constantly provides the cheapest and lowest rates. They have a no money down policy, great interface, and the widest selection of budget accommodation. In all my tests, they’ve always had the cheapest rates out of all bookers.

  • Grassroots Volunteering – For volunteering, Grassroots Volunteering compiles a list of good local volunteer organizations that keep the money within the community.

  • Go Today – Great website showcasing highly discounted last-minute tours and hotels. Great for the last-minute planner.

  • World Nomads – I buy all my travel insurance from World Nomads. They have great customer service, competitive prices, and in-depth coverage. I’ve been using them since I started traveling in 2003. Don’t leave home without it!

 

Essencial para levar

Podes ver aqui todos os recursos que usamos nas nossas viagens. Não te esqueças que o tempo na Suazilândia é ameno no inverno, quente no verão - mas pode ficar bem fresco à noite. Algumas coisas são bastante necessárias, estando no topo da lista o repelente e creme solar.

Acessórios

Câmera
Binóculos
Guia de vida selvagem
Guia de observação de pássaros

Roupa

Calças compridas
Capa de chuva
Botas de caminhada
Chapéu de sol / Boné

 

LIVROS SUGERIDOs

Gostas de ler? Livros são pesados e também não vais querer gastar a bateria do teu telemóvel, por isso sugerimos que uses um kobo ou amazon kindle nas tuas viagens. Podes comprar capítulos dos guias da lonely planet (fica-te mais barato) e vais bateria para ler durante horas. Aqui ficam os livros que mais gostámos sobre Suazilândia: desde aventuras a ensaios políticos.

From Silicon Valley to Swaziland, por Rick e Wendy Walleigh

Após uma carreira de sucesso, Rick e Wendy decidiram mudar de vida para saborear a reforma. Do Vale do Silício à Suazilândia descrevem suas experiências, desde os desafios da existência quotidiana numa cultura desconhecida até as alegrias de ajudar as pessoas em situação de pobreza a desenvolver seus próprios negócios. Vais encontrar na história dos Walleighs uma história inspiradora.

[ Livro em Inglês]

 

The Rough Guide to South Africa, Lesotho & Swaziland

Descobre a África do Sul, Lesoto e Suazilândia com o guia mais incisivo e divertido do mercado. Planeia o tosafari no Kruger National Park, saboreia os vinhos finos do Western Cape ou explora a vila onde Nelson Mandela cresceu. O Guia Prático para a África do Sul, Lesoto e Suazilândia mostra lugares ideais para dormir, comer, beber e fazer compras ao longo do caminho.

[ Livro em Inglês]
 

 

Se fizeste algo único na Suazilândia, conta-nos!

 

Comenta no grupo do Facebook com sugestões que pensas ser útil para outros viajantes

 

artigos sobre áfrica

 

Lado a Lado pelo Mundo @viajaradois.oficial

SEGUE-NOS